UMA VEZ MENINA... UMA VEZ MULHER

Novembro 28 2008

Bem é uma pergunta que se faz muito e muito se diz e se fala.... Porque os homens procuram prostitutas?

Geralmente reponde-se " procuram o que não tem em casa"

Meus amigos eu fiz essa pergunta a quase todos meus clientes e não é bem assim... e hoje vou responder aqui resumidamente.

Quem diz que os homems são todos iguais, não são! Há homens que tem em casa uma autêntica fera na cama e uma mulhere fantastica como esposa... então porque vão pensam voçês... porque por mais que eles tenham tudo falta-lhe algo fora da tal rotina querem ver e provar algo diferente mas sem compromisso tipo fazer e esquecer, há outros que vão porque precisam conversar sobre os seus problemas. alguns dos meus clientes iam ter comigo pagavam o meu tempo para falar dos problemas que tinham com as mulheres não era sexo era amizade que procuravam, outros querem algo que não tem em casa tipo sexo anal ou oral ou mesmo alguma fantasia com roupas minis , e há sempre alguns que querem experimentar levar com o vibrador homens casados, advogados, policias, famosos, de todo tipo querem experimentar....

Também  os avôzinhos vão muito, quem pensa que o avô é um santo sem tesão engana-se!!! É frequente aparecerem senhores entre os 60 e os 80 anos alguns nem o pénis levanta mas sentem se bem a esfregarem se numa menina nova com tudo no sitio adoram , gostam de esperimentar com várias e passar um bocado a esfregar-se até acabar o tempo pago e bazar... mas voltam... sempre... esses são garantidos!

Enfim há muitas razões outros vão porque procuram um amor e acham que é um bom sitio, outros vão só porque se viciaram a ter variedade, não há uma razão , varia de cliente para cliente... passava aqui o resto do dia a contar... acho que já deu para entenderem que os homens que lá vão todos tem uma razão diferente!

publicado por memoriasdaraquel às 15:47

Novembro 28 2008

Popularmente chamada de "profissão mais antiga do mundo", a prostituição é moralmente reprovada em quase todas as sociedades, dada a degradação que representa para as pessoas que a praticam.

Prostituição é a atividade que consiste em oferecer satisfação sexual em troca de remuneração, de maneira habitual e promiscua. A definição de prostituição baseia-se em valores culturais que diferem em várias sociedades e circunstâncias, mas geralmente se refere ao comércio sexual de mulheres para satisfação de clientes masculinos. Também há formas masculinas de prostituição homossexual e, em menor proporção, entre homens que alugam seus serviços para mulheres. Em sociedades muito permissivas, a prática da prostituição se torna desnecessária; em culturas demasiado rígidas, é perseguida e punida como delito.

Nas sociedades primitivas, nas quais não existia a propriedade privada nem a família monogâmica, não se praticava a prostituição nem outros tipos de serviços pessoais remunerados. São conhecidos, contudo, casos de tribos pequenas nas quais os homens podiam incitar as mulheres à relação sexual mediante a oferta de objetos por elas apreciados. Em outros povos, a prostituição de meninas foi praticada como rito de iniciação à puberdade.

Com as primeiras civilizações da Mesopotâmia e do Egito surgiram as prostitutas sagradas, vinculadas a certas divindades e a determinados templos. Na antiga Grécia também ocorreu a prática sexual relacionada ao culto religioso. A prostituição propriamente dita, tanto na Grécia quanto em Roma, era controlada pelo estado, que cobrava altos impostos das prostitutas e as obrigava a usar roupas que identificassem a profissão. As heteras ou hetairas gregas, cortesãs cultas e refinadas que frequentavam reuniões e festas de intelectuais e políticos, exerciam um tipo de prostituição respeitado.

Durante a Idade Média européia, a igreja cristã tentou sem sucesso eliminar a prostituição, mas a sociedade, orientada pelo culto do amor cortês, em que os casamentos eram arranjados com finalidades políticas ou econômicas, favorecia o florescimento da atividade. A prostituição passou a ser regulamentada e protegida por lei e a constituir uma importante fonte de ingressos para o poder público. As cortesâs também foram dignamente tratadas nas cortes do Renascimento italiano. No século XVI, uma epidemia de doenças sexualmente transmissíveis somou-se ao puritanismo da Reforma religiosa para lançar uma ofensiva contra a prostituição. Com a industrialização, as aglomerações urbanas voltaram a oferecer condições de expansão para a prostituição.

As iniciativas de cooperação internacional para erradicar o tráfico de mulheres se iniciaram em 1899. Em 1921, a Liga das Nações estabeleceu um comitê para tratar do tráfico de mulheres e crianças e, em 1949, a Assembléia Geral da Organização das Nações Unidas adotou uma convenção para suprimir a prostituição. Desde o início do século XX, a maior parte dos países do Ocidente se inclinou para a descriminalização da prostituição e para a dissolução do vínculo entre prostituição e atividades criminais a ela associadas. Em geral, a prostituta só é perseguida no caso de incitar publicamente a realização de ato sexual. Considera-se delituosa, no entanto, a atividade dos proxenetas e de pessoas que fomentam a prostituição, ou se beneficiam do comércio do sexo, e a dos que obrigam outras pessoas a se prostituirem.

Com a invenção dos antibióticos e a disseminação de medidas profiláticas e de higiene, o controle de um dos males correlatos da prostituição, a propagação de doenças sexualmente transmiss�veis, parecia próximo. O surgimento da AIDS, no entanto, tornou a prática da prostituição potencialmente fatal para prostitutas e clientes e, exigiu a intervenção do poder público para divulgar medidas de prevenção. Em alguns países houve tentativas de reeducação das prostitutas para adaptá-las à sociedade mediante a realização de trabalhos considerados moralmente dignos. Nas nações mais pobres, no entanto, a miséria, a prostituição e as doenças se entrelaçavam. Um dos mais graves problemas que afligia a sociedade brasileira no final do século XX era a prostituição infantil, comum especialmente entre as camadas mais pobres das capitais nordestinas e nos garimpos. Frequentemente, as meninas eram recrutadas para essa atividade mediante sequestro.

publicado por memoriasdaraquel às 15:41

Novembro 28 2008

Felizmente no mundo onde estive não conheci ninguém, nem homem nem mulher, que sofresse esta doença terrivel e mortal... Mas sei que muitas prostitutas não se cuidam e a ganancia do dinheiro faz com que elas não se protejam e apanhem....

Bem dia 1 DE DEZEMBRO É O DIA MUNDIAL CONTRA A SIDA,

A SIDA é provocada pelo Vírus da Imunodeficiência Humana (VIH), que penetra no organismo por contacto com uma pessoa infectada. A transmissão pode acontecer de três formas: relações sexuais; contacto com sangue infectado; de mãe para filho, durante a gravidez ou o parto e pela amamentação. O VIH é um vírus bastante poderoso que, ao entrar no organismo, dirige-se ao sistema sanguíneo, onde começa de imediato a replicar-se, atacando o sistema imunológico, destruindo as células defensoras do organismo e deixando a pessoa infectada (seropositiva), mais debilitada e sensível a outras doenças, as chamadas infecções oportunistas que são provocadas por micróbios e que não afectam as pessoas cujo sistema imunológico funciona convenientemente.

Entre essas doenças, encontram-se a tuberculose; a pneumonia , a candidose, que pode causar infecções na garganta e na vagina; o citomegalovirus um vírus que afecta os olhos e os intestinos; a toxoplasmose que pode causar lesões graves no cérebro; a criptosporidiose, uma doença intestinal; o sarcoma de Kaposi, uma forma de cancro que provoca o aparecimento de pequenos tumores na pele em várias zonas do corpo e pode, também, afectar o sistema gastrointestinal e os pulmões.

A SIDA provoca ainda perturbações como perda de peso, tumores no cérebro e outros problemas de saúde que, sem tratamento, podem levar à morte. Esta síndrome manifesta-se e evolui de modo diferente de pessoa para pessoa.

 

publicado por memoriasdaraquel às 14:52

Novembro 28 2008

No post anterior não cheguei a dar o SIM ou NÃO, sobre a questão valeu apena?

A resposta pensada e pesada é SIM , pois cresci como pessoa posso dizer que sou uma entendida no que toca a sexo e homens, com os meus 22 anos considero-me esperta... Não me deixo enganar facilmente, não amo ninguém já nem sei se sei amar, mas hoje tenho um companheiro não conhece meu passado, não é que o esconda mas ele nunca quis aprofundar coisas passadas nem dele nem minhas , não o conheci naquele meio, mas conheci muitos outros muitos se julgaram apaixonados tive de me afastar muitas vezes conseguiam saber para onde eu tinha mudado e lá iam eles me ver pois eu era faladora, simpatica ,adorava coisas novas ,carinhosa ... tenho contacto com alguns deles como grandes amigos hoje e sempre... me compreendem sabem conversar... aliás um deles me tirou de lá é casado e trabalho para ele hoje em dia, temos os nossos encontros pois me pediu isso em troca , mas também me dá tudo e mais alguma coisa.

hoje já não me olham como a loirinha sexy com ar inocente... mas como uma mulher bonita e comprometida.  :)

publicado por memoriasdaraquel às 14:32

Novembro 28 2008

bem sobre a questão que me perguntam muitas vezes as pessoas que sabem a minha vida...

valeu apena entrar naquele mundo?

respondo a todos aqui...

Aprendi muito , coisas que muitas pessoas passarão a vida toda sem aprender, pois só a vida ensina e o contacto.

Longe dos meus pais dos meus irmãos do meu filho dos amigos que ainda tinha, com homens estranhos na cama, de todas as idades e feitios...

Também conheci muitas pessoas fixes amigos e que nunca deixarei de manter contato, ganhei muito dinheiro gastei muito dinheiro...

Conheci os homens até à data só conhecia o meu amor, aprendi o que eles pensam sobre a vida, sobre as mulheres... São todos diferentes todos gostam de sexo mas sabem separar amor e sexo... Havia os que entravam calados pagavam despiam fodiam e bazavam mas também havia os que conversavam davam carinho recebiam sabiam tratar-nos como mulheres...Conheci alguns segredos que eles revelam apenas entre quatro paredes para um “desconhecido” do dia-a-dia segredos pessoais as vezes pensava cá comiga mas tenho cara de psicóloga?! lol

Aprendi que a vida é curta e que é preciso fazer tudo o que temos vontade, que família é importante, mas que sobrevivemos  longe da nossa,Aprendi a ver o dinheiro de outra maneira,a valorizar as pequenas coisas agora sei e vivi na pele que este Mundo em que vivemos é muito cruel,Aprendi a enfrentar qualquer tipo de situação a mentir a fingir e a ser actriz , sim porque no final não passa tudo de uma intrepertação... ninguém , nenhuma mulher o faz por gosto!

 

publicado por memoriasdaraquel às 12:41

Novembro 28 2008

Olá não sei nem se alguem vai ler isto ,mas decidi fazê-lo na mesma  sou uma miuda de 22 anos em fase de divórcio , tenho um filho mas não vive comigo , e de momento trabalho numa editora.

Sou de signo carneiro sou teimosa , Sensível, imaginativa, sempre disposta a ajudar os outros, sou pouco paciente , muito lutadora....

Eu vim de longe pode se dizer de muito longe deste mundo que encontrei aqui ,e o que eu andei p'ra'qui chegar....
Considero me uma pessoa realizada agora com tudo que sempre quis mas não foi fácil.

Um relacinamento desde os 14 anos com uma gravidez pelo meio que acabou com os meus 20 anos deixou me sozinha aqui neste lugar onde eu não conhecia ninguém.. Desde sempre me protegeu e depois deixou me sozinha neste mundo cruel...

Fui a baixo , levantei- me desci outra vez mas LEVANTEI sempre e lutei...

Passei uma fase má onde cai na protituição eu não tinha idéia como era aquele mundo sempre meu amor me tinha protegido de tudo e de onde vinhamos não havia tais casas com tais profissões eu nem sabia bem o que se fazia ali.

Conheci um homem que tinha uma casa dessas em conjunto com a esposa e que me disse "querida é fácil com esse teu ar sexy inocente não te esforças muito é só sexo rápido, e dinheiro fácil nada que não consigas" fiquei inquieta com aquelas palavras no fundo era ainda uma inocente com os meus 20 anos não sabia o que era a vida cruel e a luta por ela...

Mas aprendi com todos aqueles com quem tive até 1 de agosto 2008 quando saí de lá aprendi tudo e muito.

 

publicado por memoriasdaraquel às 12:20

É a minha vida transformada em letras....
Novembro 2008
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
29

30


pesquisar
 
subscrever feeds
blogs SAPO